Equipe do Festival Roque Pense é formada majoritariamente por mulheres/Foto: divulgação

Festival Roque Pense! destaca rappers indígenas e da Baixada Fluminense

Postado em 09/04/2021, 16:26

Edição do festival, que ocorre de sexta a domingo, homenageia três lideranças femininas da cultura e dos direitos humanos: Mãe Beata de Yemonjá, Mãe Meninazinha de Oxum e a poetisa Lírian Tabosa.

As mulheres da Baixada Fluminense (RJ) comandam o palco do Festival Roque Pense! festival que começa nesta sexta-feira (9) e segue até domingo (11), às 20h. Com 10 anos de estrada, essa é a primeira edição online e transmídia do festival. A programação conta com a banda Luísa e os Alquimistas, a cantora índigena Kaê Guajajara e as rappers da Baixada Afrodite, LOrac Lopez, Lavínia  e Athena, que vão contar com o apoio da Dj Moonjay

A Roque Pense! é uma rede de mulheres profissionais da cultura que desenvolvem diferentes projetos transmídias de música, cultura urbana e audiovisual. Um desses projetos é o Festival Roque Pense!, que acontecia de maneira itinerante em diferentes municípios da Baixada, mas em 2021 se adaptou à realidade da pandemia e terá sua primeira edição totalmente online. O público vai poder curtir um som da melhor qualidade, feito por mulheres, sem sair de casa e, ainda, acompanhar uma série audiovisual, um podcast sobre a produção do festival nesse novo formato e oficinas virtuais de produção cultural.

Além de levar arte e entretenimento para a casa das pessoas, o festival também gerou 42 oportunidades de emprego para mulheres trabalhadoras da cultura durante a pandemia – sem contar com fornecedores. A ideia da Roque Pense! é que mulheres ocupem cargos que majoritariamente são destinados a homens, possam ter novas experiências profissionais e tenham seu trabalho valorizado e reconhecido. Elas estão no palco, nos bastidores, na área técnica, na criação e na direção.

Um dos objetivos da Roque Pense! é produzir arte através do olhar da periferia, que nasce através da vivência no território, e para que isso ocorra é preciso lembrar das mulheres que vieram antes de nós e lutaram pela cultura e direitos humanos na Baixada Fluminense. Por isso, esta edição do festival homenageia três lideranças femininas da cultura e dos direitos humanos: Mãe Beata de Yemonjá, Mãe Meninazinha de Oxum e a poetisa Lírian Tabosa. Performances das jovens artistas da região Tulanih Pereira, Adrielle Vieira e Valentine saúdam as três antes das apresentações musicais. 

O Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc, apresentam o Festival Roque Pense!. O evento tem parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Nova Iguaçu e apoio cultural da Oi Futuro | LabSonica.  

Sobre as atrações

No primeiro dia de festival, dia 9, vamos ouvir a música e conhecer o processo criativo da rapper Kaê Guajajara. A artista do povo Guajajara é personagem do 13º episódio do Estúdio Roque Pense que será lançado no festival. Kaê é uma das vozes mais pulsantes da música indígena contemporânea, cantora, compositora, escritora e atriz. Ela usa a sua arte para conscientizar sobre o racismo, preconceito e invisibilidade dos povos originários como versos como  “O agro não é tech, não é pop e também mata” e “Tô renascendo da cinza do fogo que queimaram meus ancestrais”. 

As jaguatiricas vão dominar o sábado, dia 10, com o show da banda Luísa e os Alquimistas. A trupe de alquimistas liderados por Luísa Nascim é fruto do fervilhante cenário musical de Natal, no Rio Grande do Norte. O show é um mergulho na estética e na sonoridade do brega com referências de reggae, dub, dancehall, pop, reggaeton e R&B. 

Encerrando o Festival, no domingo, dia 11, uma cypher é comandada pelas rappers Afrodite, LOrac Lopez, Lavínia  e Athena, que vão contar com a Dj Moonjay. As Cyphers são importantes para divulgar novos nomes e aumentar a representatividade de grupos que sempre tiveram pouco destaque dentro do hip hop.Todas são crias da Baixada Fluminense.  

Antes dos shows, nos dias 7 e 8, acontecem oficinas exclusivas para mulheres. São abordados temas de estímulo à inserção e profissionalização nas artes. A programação das oficinas será divulgada em breve nas redes sociais da Roque Pense!

SERVIÇO
Festival Roque Pense!
Dias 09, 10 e 11 de abril, às 20h
Exibição no YouTube: https://bit.ly/38NbocM 

Tags: , ,



Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja a coluna da Portal Catarinas