O I Seminário Internacional da Rimas: Feminismos, Interseccionalidades e Decolonialidade ocorre de forma virtual de 17 a 21 deste mês. O encontro, que conta com o apoio do Consulado da França em Recife, busca o fortalecimento das redes de pesquisadoras-professoras do semiárido nordestino brasileiro, tecidas com parcerias internacionais, entre pesquisadoras francesas, e francófonas e regionais. Além de fomentar o debate sobre as temáticas que atravessam o feminismo numa perspectiva interseccional e decolonial.

O seminário surge a partir do planejamento estratégico de ações Rimas, um núcleo de estudos e de pesquisas que tem por objetivo integrar mulheres acadêmicas – pesquisadoras, professoras, estudantes – vinculadas às instituições de ensino do Semiárido brasileiro e que se interessam pelos estudos de gênero e direitos humanos.

A professora da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e integrante da Rimas, Letícia Nascimento, é quem coordena o Seminário. Autora do livro Transfeminismo (Jandaíra/Selo Sueli Carneiro), obra que foi traduzida para o francês com o título “Le transféminisme: genres et transidentités” pela Editions Anacaona. Letícia Nascimento, também integra o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Educação e Cidadania (NEPEGECI/UFPI).

Participam da abertura do encontro a escritora e filósofa brasileira Djamila Ribeiro, coordenadora da Coleção Feminismos Plurais, autora de “Lugar de Fala” (Jandaíra/Selo Sueli Carneiro), dentre outros livros que já foram traduzidos para quatro idiomas; e a filósofa francesa, Aurélie Knüfer, professora de filosofia na Université Paul-Valéry, que realiza pesquisas sobre a história feminista da filosofia e questões LGBTs.

I_Seminário_Internacional_da_Rimas_Feminismos_Interseccionalidades_e_Decolonialidade
Imagem: reprodução.

O feminismo negro brasileiro também ganha destaque no evento a partir da conferência “(Re)escritas feministas: Direito em Pretuguês”, ministrada pela professora Thula Rafaela de Oliveira Pires (PUC-Rio) e mediada por Gabriela Barretto de Sá (UNEB). Destacam-se releituras do pensamento de Lélia Gonzalez na busca de repensar elementos do sistema jurídico brasileiro numa perspectiva racial e de gênero.

Já a mesa “Feminismos no Semiárido brasileiro” cumpre papel de localizar os saberes e práticas feministas a partir de experiências de ensino e pesquisa no Semiárido brasileiro. Participam Laeticia Jalil (UFRPE), Carla Conceição da Silva Paiva (Uneb) e como mediadora Paula da Luz Galrão (Univasf).

Pesquisas que vêm sendo desenvolvidas em âmbito internacional também marcam presença, por meio da participação das pesquisadoras confirmadas Nadia Yala Kisukidi, professora de filosofia em Paris 8, especialista em Filosofia Africana e coautora do livro “Dialogue transatlantique” em parceria com Djamila Ribeiro, publicado na França pela Editions Anacaona; Lissell Quiroz, doutora em história e professora de Estudos Latino-Americanos na CY Cergy Paris Université; Maboula Soumahoro, professora associada na University of Tours, pesquisadora da diáspora afro-americana e negra/africana; e Alessandra Devulsky, Professora na Universidade do Quebec em Montreal e autora do livro Colorismo (Jandaíra/Selo Sueli Carneiro).

I_Seminário_Internacional_da_Rimas_Feminismos_Interseccionalidades_e_Decolonialidade_
Imagem: reprodução.

Na cena brasileira, a presença de pessoas transgêneras e travestis ganha destaque com as participações da professora brasileira, Megg Rayara Gomes de Oliveira (UFPR); da socióloga colombiana, Ange La Furcia (Cambridge University); da mestranda em Políticas Públicas, Jessyka Rodrigues (UFPI); do doutorando em bioética e ativista intersexo e transmasculine, Amiel Vieira (UFRJ); e da assistente social e produtora cultural, Ayra Dias (Fiocruz-PI). 

A escrita inspiradora e libertadora de bell hooks também será foco de debate em mesa mediada pela psicóloga Roseane Amorim da Silva (UFRPE), tendo como convidadas: Luciana Rodrigues (UFRGS) e Jaileila Menezes (UFPE). As relações entre gênero e psicanálise serão debatidas por Beatriz Santos, professora no Departamento de Estudos Psicanaliticos da Université Paris Cité (Paris 7) e por José Stona, doutorando em psicologia (UFRGS/UFS/PARIS 7). 

Confira a programação e inscreva-se para o evento!

Portal Catarinas

Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.

Últimas