Marcha de mulheres, 8MM/Florianópolis. Março de 2017. Foto: Catarinas/Ana Claudia Araujo.

Florianópolis recebe marcha internacional “Mundos de Mulheres por Direitos”

Postado em 02/08/2017, 10:34

A quarta-feira (2) promete ser de manifestações feministas no centro de Florianópolis. Parte do calendário do 13º Mundos de Mulheres e Fazendo Gênero 11, a Marcha Mundos de Mulheres por Direitos reunirá cerca de 8 mil pessoas que participam dos eventos que acontecem na Universidade Federal de Santa Catarina até a próxima sexta (4). Segundo Vera Gasparetto, da comissão organizadora do 13MM, a manifestação pretende ser um espaço de luta que integre experiências e reivindicações de pessoas do mundo todo. “Para representar essa luta conjunta, um manifesto foi escrito coletivamente e será lançado e aprovado pelas pessoas presentes na Marcha”, afirma.

A Marcha é o grande ponto da programação do 13MM e FG11 e tem concentração marcada para as 16h no Terminal Integrado do Centro (Ticen). Pela manhã, uma série de reuniões de grupos e movimentos acontece no campus da UFSC. A partir das 15h, a Tenda Feminista Solidária encerrará as atividades do dia. Confira a programação completa ou baixe o aplicativo do evento neste link.

Transporte da UFSC para o Ticen

De acordo com informações da assessoria de imprensa do 13MM e FG11, a prefeitura de Florianópolis deve disponibilizar ônibus extras na tarde desta quarta para atender à demanda gerada pela marcha. As linhas que fazem o trajeto UFSC/Ticen são: UFSC Semidireto (saída do ponto da Biblioteca Universitária) e Volta ao Morro Carvoeira e Pantanal (que saem dos pontos dos entornos da UFSC, referentes aos dois bairros).

Um mundo de ideias no segundo dia do 13MM e FG11

No segundo dia de atividades, as oficinas, simpósios temáticos, fóruns e mesas redondas apontaram a ampliação do fluxo de participantes no evento. As tendas Mundos de Mulheres e da Saúde foram palco de debates sobre variados temas, com destaque para a atuação e lutas das mulheres camponesas.

Tenda “Mundo de Mulheres”protagonizada pelas mulheres campesinas. Foto: Catarinas/Silvia Medeiros

O Portal Catarinas participou de um fórum de debates com o tema “A imagem da mulher na mídia”que contou com a participação também de outras organizações que atuam com o tema comunicação em gênero. Para estimular o debate, além da catarina Paula Guimarães, estavam Larissa Santiago, do blog Blogueiras Negras, Priscilla Brito, da Universidade Livre Feminista e a professora Beth Russo. Diversos coletivos também contribuíram para o diálogo que, entre outros temas, trouxe as discussões públicas não-violentas, a ação feminista na internet e formas de resistência, a democratização da comunicação e o financiamento de projetos que entrelaçam comunicação e feminismo.

Paula Guimarães, do Portal Catarinas, falou sobre “Jornalismo com perspectiva de gênero”, no fórum de debates sobre mídias, nesta terça (2). Foto: Catarinas/Silvia Medeiros.

A noite da terça-feira (2) começou com a apresentação do espetáculo “Passarinhas”, produzido por um grupo de mulheres catarinenses, seguido de uma “mística”, organizada pela junção dos diversos coletivos de mulheres camponesas presentes no 13MM e FG11.

A conferência que encerrou os trabalhos do segundo dia do FG/MM foi ministrada por Lilian Celiberti, feminista uruguaia, professora, coordenadora do Centro de Comunicación Viginia Woolf/Cotidiano Mulher e co-coordenadora da Articulación Feminista Marcosur. Lilian apresentou o tema “Cartografias de la ireverencia: los feminismos latinoamericanos contemporaneos”.

Serviço:
Marcha Mundos de Mulheres por Direitos
02 de agosto de 2017 às 16h
Terminal Integrado do Centro

Tags: ,