ato fora bolsonaro
Arte: Povo Na Rua, Fora Bolsonaro/Reprodução

O governo é pior que o vírus: ato Fora Bolsonaro acontece em 8 cidades catarinenses

Postado em 26/05/2021, 18:29

Confira os locais e horários das manifestações que pedem a saída de Bolsonaro da presidência em Santa Catarina, neste sábado (29)

Contra os cortes na educação, pelo auxílio emergencial de 600 reais, pelo direito à vacina para todas as pessoas, pela vida acima dos lucros, contra as violências policiais, contra a fome, pelo fortalecimento do SUS, em defesa do serviço público, contra a reforma administrativa. Essas são algumas das reivindicações do ato Fora Bolsonaro marcado para este sábado (29), em todo o Brasil. Em Santa Catarina, o protesto está confirmado em 8 cidades: Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Joinville, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú, Itajaí e Brusque. 

Desde a posse do presidente Jair Bolsonaro, em 2018, há notícias diárias sobre desmontes nas instituições e retrocessos aos direitos do povo brasileiro. Com a chegada da pandemia, o cenário de caos se instalou e mesmo depois de um ano e mais de 450 mil mortes, o governo segue em defesa do tratamento precoce (sem evidências científicas) e contra o isolamento social. 

Ao invés de visitar hospitais, correr atrás de vacina e se reunir com especialistas sérios, o presidente prefere fazer carreatas e chamar de idiota quem decidiu ficar em casa por medo do vírus. “Nós vamos para as ruas para mostrar nossa indignação pelos desmontes que o governo Bolsonaro vem fazendo. É um governo que está tomando medidas genocidas e o povo não aguenta mais”, enfatiza Vitória Vito, presidenta da União da Juventude Socialista Floripa. 

Nas últimas semanas, a CPI da Covid-19 vem mostrando o baixo nível dos representantes deste governo que agiu de forma irresponsável no controle da pandemia. As sessões, recheadas de mentiras prontamente rebatidas pelos senadores, relator e presidente da Comissão, vem revelando a face de uma organização criminosa que chegou ao ponto de tentar alterar a bula da cloroquina e que negou a compra de 18,5 milhões de doses de vacinas da Pfizer em agosto de 2020. Isso não é nem metade do que vem sendo descoberto e que promete ainda ser revelado nas próximas semanas de CPI.

O sentimento agora deve ultrapassar o cansaço e o impacto de estar vivendo o isolamento para lutar coletivamente com objetivo de barrar os desmandos deste governo. Por isso, a Frente Fora Bolsonaro, a UNE (União Nacional dos Estudantes), a Coalizão Negra por Direitos, a CUT (Central Única dos Trabalhadores), o MST e tantos outros sindicatos e entidades estão organizando o ato de 29 de maio em diversas cidades brasileiras.

Para alguns, o fato de ir para as ruas pode ser uma contradição já que uma das críticas aos defensores do presidente é justamente as aglomerações vistas durante a pandemia. Em um vídeo postado na segunda-feira, o ex-candidato ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos, fala sobre esse dilema de ir ou não para as ruas no contexto de pandemia.

“Infelizmente, o vírus do Bolsonarismo não vai desaparecer sozinho, nós vamos precisar ir para as ruas. (…) Vários países já passaram por esse dilema, Estados Unidos, França, Chile e agora Colômbia, manifestações gigantescas em vários desses lugares foram essenciais para fortalecer as resistências e para forçar os governos a terem políticas melhores no combate a pandemia”, diz Boulos.

Diante disso, os organizadores produziram cartilhas com orientações para participar do ato de forma segura. 

Arte: Divulgação

“Para além disso, no ato vamos ter distribuição de PFF2 e uma grande equipe/brigada de segurança sanitária que tem a função de garantir que todo mundo tenha álcool, que todos estejam de máscara, que haja espaçamento, entre outros cuidados”, afirma Vito. Para quem ainda não se sente seguro em comparecer às manifestações, os organizadores pedem que ajudem compartilhando imagens e frases de apoio nas redes sociais com as hashtags #povonarua #forabolsonaro. 

Veja onde terá o ato Fora Bolsonaro em Santa Catarina no dia 29 de maio:

Florianópolis –  10 horas, no Largo da Alfândega

Blumenau –  10 horas, na Praça Carlos Gomes

Joinville – 10 horas, na Praça da Bandeira

Brusque – 9 horas, Esquina Getúlio Vargas com Primeiro de Maio

Balneário Camboriú –  10 horas, na Praça Tamandaré

Jaraguá do Sul – 9 horas, Praça Ângelo Piazera

Itajai – 10h no Calçadão da Hercilio

Criciúma – 9h – Carreata (concentração: ao lado do parque das nações, rua da arquibancada)

Tags: , ,