Arte: Arquivos feministas

2020: o ano do voto feminista

Postado em 06/11/2020, 13:26

A semana em que o Brasil celebra os 88 anos da instituição do direito parcial ao voto feminino, no dia 3 de novembro em 1932, coincide com a reta final das eleições mais atípicas da história. É o momento de refletir sobre a importância do voto feminista e também dar um gás total, voto a voto, para influenciar na caminhada rumo a paridade de gênero na política. Esse momento é fundamental! A maioria das pessoas decidem seus votos nas últimas semanas antes da eleição. Confere no site o mosaico feminista!!!

Toda força especialmente para fortalecer as candidatas na disputa das eleições majoritárias como prefeitas, vice ou coprefeitas. A subrepresentação da presença feminina nesses cargos é ainda maior, então vamos ter atenção às candidaturas que estão colocadas nessas eleições. Estar a frente de uma prefeitura, decidir os rumos da cidade, faz toda diferença e forte impacto na vida das pessoas, especialmente das mulheres. 

Perfil das Prefeitas no Brasil


O Instituto Alziras é uma organização que tem o objetivo de desenvolver ferramentas para contribuir para o aumento da participação das mulheres na política e lançou uma pesquisa sobre o perfil das prefeitas no Brasil no período de 2017 a 2020. A pesquisa ouviu 45% das prefeitas eleitas na última eleição em 2016. A pesquisa mostra, por exemplo, que as mulheres têm mais anos de estudo do que os prefeitos homens e superam enormes desafios em municípios pequenos e sem recursos. A pesquisa completa aqui: http://prefeitas.institutoalziras.org.br/

Agenda Marielle

O Instituto Marielle Franco  divulgou a lista de mais de 600 candidaturas que se comprometem com a Agenda Marielle, um conjunto de compromissos com práticas e pautas a partir do seu legado para que candidaturas do Brasil inteiro se comprometam em honrar verdadeiramente a sua memória. Você pode ter acesso as candidaturas nesse link: https://www.agendamarielle.com/candidatas

Campanha #ViolênciaNão

A ONU MUlheres lançou no dia 29/10 a campanha #ViolênciaNão – Pelos Direitos Políticos das Mulheres, uma mobilização nacional de prevenção à violência contra as mulheres em contextos eleitorais. A campanha ressalta que a violência política é uma das barreiras que impede as mulheres de usufruírem de seus direitos humanos. Vale a pena conferir!

Tags: ,



O Meu Voto Será Feminista é um projeto autogestionado e suprapartidário, criado em 2018 no ecossistema da movimentação PartidA Feminista e que a partir de 2019 ganha vida própria. As co-criadoras e gestoras do projeto – Bia Paes, Carol Vergolino, Daiane Dultra e Juliana Romão – estão sediadas em Recife/PE e comandam de lá o movimento nacional, potencializando o Nordeste na luta por mais mulheres no poder.
Veja a coluna da Meu Voto Será Feminista