O premiado “Temporada”, protagonizado por Grace Passô, está na programação/Foto: divulgação

Festival Cinema Negro de Santa Catarina abre mês da consciência negra

Postado em 04/11/2019, 13:45

Produzido pelo Coletivo Pele, em parceria com Movimento Negro Periférico, Projeto É Da Nossa Cor e Coletivo Pele, e idealizado pela Sessão Cinemática Temas Transbordantes, o Festival Cinema Negro SC tem sua primeira edição de 4 a 10 de novembro, no Cinema do CIC, abrindo o Mês da Consciência Negra em Florianópolis. A abertura ocorre nesta segunda-feira (4), a partir das 18h, com exibição do filme Abolição, de Zózimo Bulbul, e roda de conversa com Lelette Coutto, Giselle Marques, Fabio Garcia, e mediação do produtor da mostra, Allende Renck. O filme inaugural suscita reflexões relacionadas ao sistema prisional, racismo estrutural, e como revolucionar as relações raciais na sociedade.

Com curadoria e mediação do crítico de arte Allende Renck, em produção aberta e colaborativa, o Festival oferece gratuitamente Oficinas de Teatro e de Filmagem de Curta-Metragem de um minuto, sobre representatividade do corpo negro, Cursos sobre Arte Negra e Resistência Política, Debates sobre Branquitude e Conversas após cada filme exibido. A programação integra seis longas-metragens seguidos de debate com convidadas, relacionados aos temas de racismo estrutural, negritude, feminismo, diversidade, empreendedorismo e políticas culturais.

Também será exibida a Mostra Competitiva de Curtas-Metragens com filmes escolhidos por inscrição de todo país. O Júri Oficial da Mostra Competitiva é formado por Bia Silva, mulher negra egressa do Curso de Cinema UFSC, Sarah Motta, atriz do Coletivo NEGA de teatro, e o crítico de arte Allende Renck.

A Oficina de Teatro com o tema “Elaborações do Corpo Negro” será ministrada pela doutora em teatro Julianna Rosa e o ator Leandro Batz.

A Oficina de Filmagem “O Minuto que Foi” será ministrada pelo cineasta cubano e mestrando em Letras na UFSC, Yasser Socarrás, e vai produzir 05 curtas de 01 minuto cada, com câmera de celular, sobre o tema “representatividade”.

No sábado a programação será para crianças, com o apoio da Mostra de Cinema Infantil, através do Cineclube Infantil, a partir das 16h, seguido de apresentação dos grupos infantis do Projeto É Da Nossa Cor, do Monte Serrat, organizado pela psicóloga Mathizy Pinheiro, e das crianças do Grupo Mittos, do Morro da Queimada.

Toda a programação é gratuita e o Festival Cinema Negro conta com apoio do Institut Français, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Cineclube Unisul, Mostra de Cinema Infantil, Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis, Fundação Franklin Cascaes, Prefeitura Municipal de Florianópolis, Instituto Vilson Groh, em parceria com Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina e Fundação Catarinense de Cultura.

Informações completas aqui. 

PROGRAMAÇÃO:

█ █ █ █ █ █

Dia 04 Segunda-feira:

(Sala de Cinema)

🖤 18h Abertura com apresentação do Festival

📽️ 19h30 Filme ABOLIÇÃO, de Zózimo Bulbul

💬 21h30 Conversa com Lelette Coutto, Giselle Marques, Fabio Garcia e mediação de Allende Renck

Tema: Sistema Prisional; Racismo Estrutural e Como Revolucionar As Relações Raciais na Sociedade

█ █ █ █ █ █

Dia 05 Terça-feira:

(Sala Lindolf Bell 2)

🖤 16h Debate Cinema Negro

(Sala de Cinema)

📽️ 18 Filme ELA QUER TUDO, de Spike Lee

💬 19h30 Conversa com Fênix Lua e Carol Carvalho, medição Allende Renck
Tema: Feminismo, Feminilidade e Negritude

Fênix Lua, mestranda em Letras/UFSC com pesquisa de gênero e feminismo no cinema, organizadora do programa de debates temáticos Cinema Mundo UFSC.

Carol Carvalho, mestre em História social pela PUC/SP, professora de história da rede municipal de Florianópolis e vice presidente da Associação de Mulheres Negras Antonieta de Barros (AMAB).

 

█ █ █ █ █ █

Dia 06 Quarta-feira:

(Sala Lindolf Bell 2)

🖤 16h Oficina de Teatro

Com Julianna Rosa e Leandro Batz
Tema: Elaborações do Corpo Negro
https://forms.gle/T67Q1NKHBFcvX1hr8

(Sala de Cinema)

📽️ 18 Mostra Competitiva de Curtas-Metragens
Júri Oficial Bia Silva, Sarah Motta e Allende Renck

█ █ █ █ █ █

Dia 07 Quinta-feira:

(Sala Lindolf Bell 2)

🖤 16h Debate Cinema Negro
Projeção “Valda” de Marlon Assef, conversa com o realizador

(Sala de Cinema)

📽️ 18h Filme: MAKALA de Emmanuel Gras

💬 19h30 Conversa com Kim Isac, Táisse Marcos, Hudson Pereira, medição Giselle Marques

Tema: Políticas Culturais e Afroempreendedorismo

Hudson Pereira, produtor cultural há 10 anos, idealizador do projeto Batuk Freak, vice-presidente do Conselho Municipal de Políticas Públicas de São José, representante da Gde. Florianópolis na Setorial de Cultura Popular e Diversidade do Conselho Estadual de Cultura de SC.

Táisse Marcos é Designer de Moda, desenvolveu o Projeto Très Deyò (Tranças de Fora) que capacita mulheres migrantes à criar produtos de moda (re)significando descartes têxteis da indústria local. Educadora Social ministrando oficinas focadas em design e empreendedorismo para uma média de 200 jovens potenciais entre 14 a 24 anos vistos apenas como vulneráveis sociais.

Kim Isac é produtor cultural, precursor do movimento Hip-Hop em Santa Catarina, afroempreendedor, foi diretor do MASC Museu de Arte de Santa Catarina e é proprietário do bistrô Cafofo do Kim.

Mediação Giselle Marques, Arte-educadora/ escritora e Coordenadora da Rede Nacional de Afroempreendedorismo em SC

█ █ █ █ █ █

Dia 08 Sexta-feira:

(Sala Lindolf Bell 2)

🖤 16h Debate com Lia Vainer Schucman
Tema: Branquitude e Relações Interraciais

📹 17h Oficina de Filmagem com Yasser Socarrás
Tema: Representatividade Negra
Inscrições: https://forms.gle/4vtQmN7QW3N64jJb9

(Sala de Cinema)

📽️ 18 Filme TEMPORADA, de André Novais Oliveira

💬 19h30 Conversa com Leoni Rita, Estela Rodrigues e mediação de Babyton Santos

Tema: Protagonismo

Leoni Rita cursa Psicologia na UFSC, é palestrante e ativista dentro dos movimentos sociais.

Estela Rodrigues cursa Administração (Unicessumar), é Diarista e integrante do Movimento Elas Por Elas.

Babyton Santos é produtor cultural, educador popular, freiriano, militante das causas populares.

█ █ █ █ █ █

Dia 09 Sábado:

(Sala Lindolf Bell 2)

🖤 15h O Grito com Allende Renck

Tema: Negro Mudo: Arte Negra como Resistência Política

(Sala de Cinema)

📽️ 16h Cineclube Infantil – Mostra de Cinema Infantil

👥 17h30 Apresentação Projeto É Da Nossa Cor (Monte Serrat) e Projeto Mitto (Morro da Queimada)

👤 18h30 Performance Beatriz N.

📽️ 19h

💬 21h Conversa com Giselle Marques, Cíntia Cardoso e Vera Marques Santos, mediação Allende Renck.

Tema: Intelectualidade negra.

Cristiane Mare, escritora e doutoranda pela PUC SP, autora do livro A Poética da Esperança: Sentidos Políticos nas Memórias de Nelson Mandela. Teve seus poema publicados recentemente nos Cadernos Negros.

Vera Marques, doutora em Educação pela UNISINOS- Na Udesc é Adjunta no Centro de Educação à distância- Coordenadora do Laboratório de Educação e sexualidade/ LabdEdusex e Núcleo de estudos afro brasileiros.

Cintia Cardoso: Doutoranda em educação pela Universidade Federal do Paraná, é membra da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN). Professora de educação básica na Prefeitura Municipal de Florianópolis. Desenvolve pesquisa sobre BRANQUITUDE NA EDUCAÇÃO. Possui um capítulo em livro: A investigação acadêmica sobre processos de Branquitude na Educação Infantil:. In: TÂNIA MARA PEDROSO MÜLLER ; LOURENÇO CARDOSO. (Org.)

█ █ █ █ █ █

Dia 10 Domingo:

(Sala de Cinema)

🖤 15h – Premiação dos Curtas

📽️ 15h30 – Mostra Ocupa Tudo: SLAM: Voz de Levante (105min)

🎤🎤 17h30 – SLAM org. DKG

📽️ 18h30 – Curtas de 01 Oficina Filmagem com Yasser Socarrás

📽️ 19h Filme: MOONLIGHT de Barry Jenkin

💬 21h Conversa com Pedro Cabral e Allende Renck

Tema: Masculinidades, Saúde Mental e Sexualidade na Negritude

Pedro Cabral é educador e militante.

🖤 22h Encerramento

█ █ █ █ █ █

***

SERVIÇO
Quando: De 04 a 10 de Novembro de 2019
▶️ Sala de Cinema do CIC – Centro Integrado de Cultura, Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica, Florianópolis – SC, 88025-201
♿ local com acessibilidade
📞 (48) 9882-19393, produção Allende Renck
☎ (48) 3664-2555, MIS
🚌 ônibus: direção TITRI ou sentido trindade-centro
🚗 estacionamento gratuito
☕ 🍴 café Barió, aberto até 22h
💬 Não será disponibilizada libras e áudio-descrição por restrições de orçamento.

👁️‍🗨️ Idiomas: inglês e francês com legendas em português brasileiro e português sem legendas




Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja a coluna da Portal Catarinas