Foto: Pedro Rendon/ICM

Repressão a jornalistas na América Latina

Postado em 26/10/2017, 10:55

Reportar a realidade violenta no México é também enfrentar a violência, a morte e a impunidade.  No país que está entre os piores do mundo para jornalistas segundo a ong Repórter Sem Fronteiras, 126 jornalistas foram assassinados desde 2000,  mais de 20 estão desaparecidos e outros incontáveis sofrem agressões. O programa Nunca en Domingo desta semana traz esta semana uma edição especial sobre jornalismo, liberdade de expressão e igualdade na América Latina.

Clique e ouça

As entrevistas do podcast são desdobramento do debate “Igualdade e liberdade de expressão: interpretações e controvérsias”, atividade que integrou a programação da homenagem realizada pelo coletivo Cotidiano Mujer a jornalistas assassinados no México. A repórter mexicana independente Marcela Turati foi declarada cidadã uguguaia.

Como trilha para esta edição, a música “Palabras Libres”, da MC espanhola Zeidah. Ouça no YouTube




Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja a coluna da Portal Catarinas