O evento acontece dia 29 de janeiro, sexta-feira, às 11h/ Imagem: Divulgação

Políticas antigênero na América Latina: evento online apresenta estudo em nove países

Postado em 26/01/2021, 11:59

Uma série de estudos de caso sobre políticas antigênero na América Latina será analisada por pesquisadoras/es e ativistas dos EUA, Europa, Sul da Ásia e África Subsaariana

O Observatório de Sexualidade e Política (SPW), um programa de pesquisa e ativismo baseado na Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS, vai realizar um debate sobre a série de estudos de caso relacionadas às políticas antigênero na América Latina. A análise será feita por pesquisadoras/es e ativistas da América Latina, dos EUA, da Europa, do Sul da Ásia e da África Subsaariana. O evento online ocorre em 29 de janeiro, sexta-feira, às 11h, com tradução simultânea. Inscrições pelo link: bit.ly/SPWwebinar.

O encontro é fruto da publicação do livro “Anti-Gender Politics in Latin America: Country Case Studies Summaries” (Política antigênero na América Latina: resumos de estudos de caso de países).

O SPW desenvolve, desde 2017, uma nova linha de pesquisa que mapeia e analisa ofensivas antigênero em nove países da América Latina – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Paraguai e Uruguai -, mas também nas arenas da Organização dos Estados Americanos (OEA). Os resultados, publicados em espanhol no início de 2020, mostram como forças antigênero e antiaborto em todos os lugares são tanto religiosas quanto seculares e pertencem a uma ecologia mais ampla da direita.

Uma visão geral dos estudos de caso será apresentada pelo professor colombiano Fernando Serrano e examinada através das lentes de pesquisadoras/es e ativistas de outros contextos, como Gillian Kane (EUA), David Paternotte (Europa), Geeta Misra (Sul da Ásia) e Sibongile Ndashe (África Subsaariana).

Os estudos mapearam e analisaram as conexões transnacionais mais atuais e também de longo prazo entre forças antigênero e antiaborto que atuam de maneira regional, muitas das quais se relacionam diretamente com atores e organizações sediadas nos EUA e Europa. Embora muito já tenha sido dito sobre as ligações políticas entre as agendas políticas de Trump e de Bolsonaro, por exemplo, os resultados da pesquisa mostram que estas ligações são muito mais amplas e historicamente mais profundas.

PAINEL
Mediadora
Sonia Corrêa
é ativista e acadêmica sobre questões de gênero, sexualidade, saúde e direitos humanos desde os anos 1970. Ela é coordenadora do SPW, foi pesquisadora visitante no Departamento de Gênero da London School of Economics, e está no conselho editorial da Global Queer Politics (Palgrave Publishing House).

Comentadores
David Paternotte é professor da Université Libre de Bruxelles, onde co-dirige a STRIGES, Estrutura Interdisciplinar de Pesquisa sobre Gênero, Igualdade e Sexualidade. Ele também preside o comitê gestor da Especialização Inter- universitária em Estudos de Gênero da Federação Valônia-Bruxelas.

Fernando Serrano é professor assistente no Departamento de Línguas e
Culturas da Universidade dos Andes, Colômbia. Atualmente pesquisa sobre gênero, pedagogias da sexualidade e políticas de reconciliação em conflitos armados na Austrália, África do Sul e Colômbia.

Geetanjali Misra é co-fundadora e diretora executiva da CREA, co-fundadora da SAKHI for South Asian Women, co-presidente do conselho de administração da Mama Cash; membro do conselho da Reproductive Health Matters; do grupo consultivo de especialistas da Cordaid e do conselho consultivo da FHI360.

Gillian Kane é coordenadora técnica sênior de políticas e advocacy do Ipas, uma organização internacional de saúde reprodutiva e direitos da mulher. Ela fez parte do conselho editorial da revista The Public Eye de 2008 a 2012 e publica extensivamente em jornais e revistas internacionais.

Sibongile Ndashe é fundadora e diretora executiva da Iniciativa para Litígio Estratégico na África (ISLA). A ISLA é uma iniciativa pan-africana e feminista que usa o Estado de Direito e os tribunais domésticos e regionais africanos para promover os direitos humanos e sexuais das mulheres.

Serviço
Webinar Todos os olhos voltados para a América Latina: Políticas antigênero através de lentes transnacionais.
📅 sexta-feira, dia 29⁠ de janeiro
🕐 11 h Rio de Janeiro⁠ (Brasil)
➡️ garanta a sua vaga: bit.ly/SPWwebinar ⁠
🗣️ tradução simultânea

Tags: , , , , , , , , , ,



Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja a coluna da Portal Catarinas