Inscrições abertas até 20 de agosto/Foto: divulgação

Fundo ELAS vai apoiar 30 grupos liderados por mulheres e pessoas trans

Postado em 06/08/2020, 13:51

Grupos e organizações liderados por mulheres e pessoas trans de todo o país podem se inscrever no Edital “Mulheres em Movimento 2020: fortalecendo a solidariedade e a confiança”, do Fundo Elas, para concorrer a R$50 mil em financiamento. Serão selecionados 30 grupos. Diferente das outras edições, desta vez o formulário está disponível para preenchimento on-line até o dia 20 de agosto. Outra novidade é que não há necessidade de elaborar um projeto específico, o formulário é totalmente voltado para a atuação da lideranças e do seu grupo ou organização.

Acesse o edital.

Preencha o formulário.

O objetivo do financiamento é fortalecer grupos liderados por mulheres e/ou por pessoas trans de todo o Brasil com apoio financeiro flexível e estímulo à ação coletiva. Podem concorrer grupos formais e informais, redes ou organizações lideradas por mulheres, que se dediquem democraticamente à promoção e defesa dos direitos humanos e da democracia. É necessário ter pelo menos um ano de atuação.

“Neste ano tão desafiador, em que a pandemia de covid-19 escancarou as desigualdades sociais, de raça e de gênero que estruturam nossa sociedade, o ELAS reafirma sua missão e o apoio às mulheres”, contextualiza o Fundo Elas no edital.

Seleção

Serão apoiados 30 grupos com até R$50 mil cada, totalizando R$1.500.000 em doações diretas. O Edital Mulheres em Movimento 2020 é uma realização do ELAS em parceria com Fundação Ford, MAC Aids Fund, MADRE, OAK Foundation, British Council, ONU Mulheres, doadoras individuais e outros parceiros. O tempo de execução do projeto será de até dez meses.

Os projetos serão selecionados de acordo com a ordem de prioridades de apoio: a. grupos/organizações lideradas por pessoas LBT (lésbicas, bissexuais e pessoas trans e travestis) e/ou b. grupos/organizações lideradas por mulheres indígenas e/ou c. grupos/organizações lideradas por mulheres negras e/ou d. grupos/organizações feministas.

A seleção será feita levando em consideração a relevância estratégica do grupo para suas: beneficiárias/comunidade, área de atuação e movimento social como um todo. Serão apoiados grupos/organizações que atuem com: atendimento direto às comunidades; ações de mobilização social; promoção do debate público; advocacy; controle e participação social; atividades de formação; ação coletiva ou trabalho em rede (intermovimentos, intergeracionais, interpaíses).

Diálogos

Haverá um encontro de fortalecimento para os grupos/organizações apoiadas pelo Edital Mulheres em Movimento 2020. Será indispensável a participação de representantes das grupos/organizações selecionadas no IV Diálogo Mulheres em Movimento a ser realizado em 2021, que inclui: diálogos estratégicos entre diversos segmentos dos movimentos sociais, e trabalho em rede dos grupos/organizações de mulheres selecionadas para planejar estratégias conjuntas.

Desde 2017, os Editais Mulheres em Movimento fortalecem e conectam grupos de mulheres e pessoas LBT que lutam por um mundo melhor para todos e todas. Com eles, o Fundo ELAS já investiu mais de R$2,8 milhões em 66 projetos.

“A avalanche de incertezas trazida pela pandemia de covid-19 nos desafia a sustentar e praticar nossos valores e princípios. A confiança nas mulheres está no DNA do ELAS e orientou todas as ações deste fundo de mulheres do Brasil em seus 20 anos de investimento social. Nesse contexto, reiteramos nossa convicção de que as mulheres movem e sustentam a economia e o cuidado e são protagonistas do suporte e da transformação social. Investir nelas e na sustentabilidade de suas iniciativas é estratégico para reconstruirmos o país no pós-covid-19”, afirmam no edital.

Encontro Diálogo Mulheres em Movimento, onde participaram integrantes de organizações financiadas/Foto: divulgação

 

Elas: as mais afetadas

O Fundo contextualiza a emergência do financiamento, principalmente neste momento de pandemia, onde as mulheres, particularmente mulheres negras, indígenas e LBT, são as mais afetadas.

“São elas as principais afetadas pela crise social que enfrentamos. São maioria no trabalho informal e também entre os trabalhadores da saúde, da assistência social e domésticos. São as principais responsáveis pelos cuidados com crianças e idosos. Estão ainda mais sujeitas aos diversos tipos de violência doméstica no período de isolamento social. O contexto vulnerabiliza particularmente mulheres negras, indígenas e LBT (lésbicas, bissexuais e pessoas trans e travestis).

São elas também as que estão mobilizadas de Norte a Sul do Brasil para proteger suas comunidades e territórios. Estão na linha de frente das ações humanitárias e das mobilizações para apoio emergencial direto. Estão articulando redes, coletando e distribuindo alimentos, água, máscaras e materiais de higiene, e criando soluções para garantir alimentação, saúde e renda para quem mais precisa.

Da mesma forma, estão à frente de ações de advocacy, debate público e controle social das políticas públicas, atuando contra a perda de direitos nas áreas da saúde, educação, segurança e meio ambiente. Visando contribuir para a continuidade e sustentabilidade dos grupos e organizações lideradas por mulheres e pessoas LBT, que desenvolvem um trabalho fundamental para a manutenção da vida e dos direitos, o ELAS lança o Edital Mulheres em Movimento 2020.

Acreditamos que é hora de aprofundar o apoio às mulheres, e por isso nos guiamos pela ideia de solidariedade e confiança. O Edital Mulheres em Movimento 2020 oferece apoio flexível e irrestrito visando o fortalecimento dos grupos, possibilitando a manutenção das atividades, adaptações para ambiente virtual, enfrentamento aos impactos do covid-19 e o apoio assistencial às suas beneficiárias diretas e comunidades”.

Serviço:
Inscrições: até 20 de agosto de 2020
Período de seleção: setembro de 2020
Divulgação do resultado da seleção: até 28 de setembro de 2020
Previsão de início dos projetos: outubro de 2020
Reunião virtual de boas vindas e apresentação do programa: 03 a 06 de novembro de 2020
IV Diálogo Mulheres em Movimento: previsto para maio de 2021
Reunião virtual de acompanhamento e monitoramento: 29 de março a 02 de abril de 2021
Previsão de encerramento dos projetos: até 30 de julho de 2021 Envio dos relatórios finais (narrativo e financeiro): 30 de agosto de 2021

#VidasNegrasImportam #MulheresIndígenas #OrgulhoLGBT #MulheresEmMovimento #JuntasPorDireitos #ConfiançaNasMulheres #ConfieNelas #TrustWomen #MulheresTransformamOMundo #DoarParaTransformar #FundoELAS

Tags: , , , ,



Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja a coluna da Portal Catarinas