Foto: Cristiano Prim

Financiamento coletivo procura colocar “Kassandra” no palco em Florianópolis e São Paulo

Postado em 12/10/2016, 10:29

 A La Vaca Companhia de Artes Cênicas está em campanha para financiar coletivamente nova temporada do espetáculo “Kassandra”. Depois de circular pelo Estado e percorrer alguns dos mais importantes festivais internacionais do país, a montagem pretende agora chegar a São Paulo. Para isso, tem até o próximo sábado (15 de outubro) para alcançar os R$ 18 mil da meta de arrecadação por meio da plataforma Benfeitoria (acesse aqui).

O financiamento coletivo pretende viabilizar doze apresentações na capital paulista e uma em Florianópolis e também funciona como pré-venda de ingressos: quem contribuir com uma cota a partir da cota de R$20 tem direito a um ingresso. Há faixas de contribuição que oferecem também brindes como fotos autografadas de Kassandra e exemplares do livro “Sempre tem mais”, um conjunto de obras teatrais do dramaturgo uruguaio Gabriel Calderón com tradução de Esteban Campanela, ambos parceiros da Cia La Vaca desde a fundação da Companhia.

Enquanto a personagem mítica é princesa de Troia, amaldiçoada por Apolo após prever a desgraça da guerra que recairia sobre a cidade, a Kassandra de La Vaca, vivida pela atriz Milena Moraes, é uma mulher transgênera refugiada de guerra. Ela também é performer de boate, o que leva a peça para casas de strip-tease. “As pessoas que não frequentam habitualmente esses lugares, que tem uma atmosfera envolta de um sentido de proibição, acabam se sentido autorizadas a entrar. Ou seja, é um momento em que o público se sente livre de julgamento moral”, diz o diretor Renato Turnes, que define a personagem como o retrato de mulheres de nosso tempo, das transexuais vítimas de violência que tem a coragem de falar dos horrores que viveram e conseguem criar lastros com os crimes de ódio tão presentes em nossa sociedade.

Veja o vídeo do projeto:

Tags: , , ,