Primeiro prêmio para o ativismo brasileiro está com inscrições abertas

prêmio-artivismo-megafone
Imagem: divulgação
Postado em 21/02/2022, 14:44

O ativismo nunca esteve tão vivo no Brasil. Apesar das limitações impostas pela pandemia e da intenção do atual presidente, declarada em sua cerimônia de posse, de acabar com o ativismo em nosso país, inúmeros grupos ocuparam as ruas e as redes sociais dos brasileiros com suas causas. Vários pleitos foram bem-sucedidos, contribuindo para o avanço de uma sociedade de direitos. Agora chegou a hora de reconhecer esse trabalho, que exige estratégia, organização e criatividade. Para isso, foi lançado o Prêmio Megafone – o primeiro prêmio do ativismo brasileiro, que está com inscrições abertas até 6 de março.

Em sua primeira edição, ele está com inscrições abertas em 14 categorias que vão de passeatas à arte de rua com pegada ativista, passando por cartazes, memes, perfil de rede social e reportagem de mídia independente, entre outras. A lista completa com a descrição de cada categoria, bem como o link para a ficha de inscrição e outras informações estão no site https://www.megafoneativismo.org. Os finalistas serão conhecidos em 6 de abril.

“O ativismo faz parte da democracia. É uma das formas pelas quais o cidadão luta legitimamente por seus direitos.  E essa forma de exercer a cidadania nunca foi tão importante, dado o atual cenário de retrocesso das políticas sociais, ambientais e de direitos humanos”, explica o artivista Mundano, um dos idealizadores da premiação.  

“O Prêmio Megafone visa não só reconhecer a contribuição dos ativistas para a democracia brasileira, mas também ressaltar que esta é uma atividade legítima, que nunca deveria ser combatida em um Estado de Direito”, completa.

Do total de inscritos, 70 serão selecionados e os 14 vencedores serão revelados no dia 6 de abril.  Cada vencedor receberá um megafone customizado e um troféu do Primeiro Prêmio Megafone, feito pelo artivista Mundano – reconhecido internacionalmente por seu trabalho, que concilia arte e ativismo

Todas as categorias serão avaliadas por um júri especializado, composto por ativistas indicados pelas organizações realizadoras do prêmio:  Pimp My Carroça, Instituto Socioambiental (ISA), WWF-Brasil, Greenpeace, Engajamundo, Hivos e Vozes Pela Ação Climática (VAC).  Os trabalhos inscritos serão avaliados segundo seu impacto na causa ao qual o ativismo se dirige e no debate público sobre o tema, na capacidade de transmitir a mensagem de forma criativa e coerente ao tema abordado e na capacidade de informar, mobilizar e inspirar outras pessoas através do ativismo.

Tags: , ,



Portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos.
Veja tudo de Portal Catarinas