Arte de aniversário da coluna Meu Voto Será Feminista
Arte de Carol Ito, parceira do Políticas HQ

Coluna da Meu Voto Será Feminista

Quatro anos de Voto Feminista

Postado em 24/05/2022, 16:28

O projeto-ação Meu Voto Será Feminista completa quatro anos neste mês de maio, numa caminhada pulsante, repleta de conquistas, trocas e parcerias na luta pela ampliação da presença diversa das mulheres na política. Hoje, o Congresso Nacional é composto majoritariamente por homens. Eles ocupam 85% das cadeiras, o que não representa a sociedade, tampouco a democracia. Essa realidade precisa ser transformada.

Desde o princípio, nosso foco é ampliar a visibilidade democrática de mulheres plurais, fortalecer a ocupação delas nos espaços de poder e aproximar a sociedade da política. Para tanto, dispomos de estratégias de comunicação, articulação em rede, engajamento social e participação popular.

O ciclo de fortalecimento consiste em apoiar candidaturas feministas; promover a cultura e o constante debate sobre o voto feminista; apoiar mandatas eleitas e dar visibilidade a essas experiências; manter a sociedade engajada e comprometida com a construção da democracia feminista.

Nascemos em uma campanha de visibilidade de mulheres candidatas, uma reação ao retrocesso que representava o golpe político-midiático que impediu a presidenta Dilma de seguir com o mandato referendado por 54 milhões de votos. Nosso primeiro Mosaico Feminista, em 2018, somou cerca de 100 candidatas, 400 aliadas e mais de 10 milhões de votos totais. Foi uma explosão. Além do resultado, o retorno das candidatas sobre o valor material e simbólico do apoio recebido foi inspirador. Estar perto da construção de tantas candidaturas em todo o país também revelou detalhes da perversa jornada política delas, especialmente as mais vulneráveis como as negras, LBTs, indígenas, com deficiência, periféricas.

A inteligência de campanha nos fez avançar, ampliando a atuação em dois novos eixos, incidência política (integração aos debates sobre a reforma eleitoral no Congresso, produção de conteúdos sobre o sistema político e a participação feminina na política), pesquisa (política & gênero) e formação de rede com movimentos sociais, academia, setoriais de mulheres dos partidos, aliadas em geral, e instituições públicas, como os tribunais eleitorais.

Alargamos a rede de parcerias, em formatos e frequências variadas, como esta linda soma com as @Catarinas, a @partidamg, de onde viemos, @feminicidade, @institutoupdate, @ocupapolitica, @soscorpo.feminista, @institutomariellefranco, @centrodemulheres, , @estamoslistas, @euvotoemnegra, @redemulheresnegraspe, @mapadasmina, @minadehq, @politicasHQ, @observatorioeleitoral.oabsp, @merepresenta, @frentefeministaantirracista, @grupoespacomulher1999, @cfemea, @nepemufmg, Adalgisas (@marcozeroconteudo), @reformapolitica, @im.pulsa, @cmnordeste e @actionaidbrasil.

Às vésperas da pandemia, integramos a articulação e o debate da 1ª Audiência Pública sobre Violência Política, realizada no Senado Federal. Sofremos e sobrevivemos à fase mais aguda da crise, realizando com muita persistência as eleições municipais de 2020. O Mosaico somou cerca de 300 candidaturas e 44 milhões de votos somados.

Um mosaico poderoso, plural, com 55% de mulheres negras, 24% LBTs, 43% brancas, a maioria das candidatas mães, entre outros indicadores que mostram o quão diversas são as mulheres que estão se colocando à disposição para representar a agenda feminista na política.

Neste mês de aniversário, recebemos da Câmara Municipal do Recife um voto de aplauso proposto pela mandata feminista da vereadora Dani Portela em reconhecimento ao nosso trabalho desenvolvido na defesa da justiça social, da equidade de gênero e na construção de sociedade melhor para as mulheres.

Nosso coração aqueceu, as energias de luta foram renovadas. Especialmente para enfrentar as eleições deste ano, quando precisaremos rejeitar a barbárie e rumar para as águas democráticas. Não há outro caminho.

Que venham mais quatro anos, estaremos de pé, focadas na soma, na organização estratégica e na inspiração por um projeto político pautado na justiça social e no bem-viver para todas as pessoas. E sempre com paixão política, é nela que pulsa a reação potencialmente vitoriosa, transformadora. “Vamos lá fazer o que será”

Novas parcerias:

#PORUMSENADOFEMINISTA

Nos somamos ao Mapa das Mina para criar uma campanha de pressão e sensibilização dos partidos e da sociedade civil, para que mais mulheres sejam lançadas pré-candidatas ao Senado, onde atualmente 85% é ocupado por homens. #Porumsenadofeminista mapeou 8 pré-candidatas feministas em todo o país, número que é baixo e pode ficar ainda menor se considerarmos que muitas delas serão barradas nas convenções partidárias. Acompanha e se engaja por aqui!

Mulheres, política e HQ

Essa nova parceria é muito especial. Nos juntamos às talentosas mulheres do @politicashq  e @minadehq para promover em formatos artísticos a mensagem de que política é coisa nossa e é urgente eleger mais mulheres progressistas. Juntas, combinamos a ocupação da política feminista ao poder e a linguagem de quadrinhos. É irado! Até as eleições faremos uma coluna político-eleitoral quinzenal ativando o debate sobre a importância do voto em mulheres plurais (negras, indígenas, brancas, jovens, LBTs, com deficiência, periféricas) e visibilizando o fazer político feminino cotidiano, como artista, eleitora, candidata, eleita, cidadã, eleitora, ativista. Vem conhecer! A mulherada artista tá muito convidada a participar!

 




O Meu Voto Será Feminista é um projeto autogestionado e suprapartidário, criado em 2018 no ecossistema da movimentação PartidA Feminista e que a partir de 2019 ganha vida própria. As co-criadoras e gestoras do projeto – Bia Paes, Carol Vergolino, Daiane Dultra e Juliana Romão – estão sediadas em Recife/PE e comandam de lá o movimento nacional, potencializando o Nordeste na luta por mais mulheres no poder.
Veja a coluna da Meu Voto Será Feminista