Greve Geral de 14 de junho

Acompanhe a nossa cobertura em tempo real da Greve Geral de 14 de junho.

CRICIÚMA/SC

No dia 14 de junho a Greve Geral aconteceu ao longo de todo o dia em todo o país onde milhões de manifestantes ocuparam as ruas, praças e instituições de ensino em protesto contra a PEC 06/2019 (Reforma da Previdência) e contra os cortes na educação. O movimento sindical do Sul catarinense também esteve na luta contra a famigerada Reforma da Previdência!

O Sindicato dos Comerciários de Tubarão e Região uniu-se aos demais sindicatos ocuparam o Terminal Urbano de Criciúma. A manifestação começou cedo, com uma caminhada pela avenida Centenário.

Lembramos da importância de manter-se atento e não se deixar enganar! É por seu futuro, o futuro de seus filhos que estamos lutando! Junte-se a nós!

Texto e fotos: Cintia Teixeira.

RECIFE/PE

Em Recife, houve concentração na Rua do Sol com Avenida Guararapes e caminhada até o fim da Boa Vista. Estima-se que 12 mil pessoas participaram do ato.

Informações e fotos: Carla Gisele Batista.

BELÉM/ PA

Colaboração Kátia Brasil. Fotos: Pedrosa Neto.

GREVE GERAL EM BELÉM DO PARÁ. A AMAZÔNIA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

GREVE GERAL EM BELÉM DO PARÁ. A AMAZÔNIA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

FLORIANÓPOLIS/SC

Em Florianópolis, cerca de 30 mil pessoas participaram da marcha na Greve Geral.

Fotos: Paula Chiodo, Paula Guimarães e Magali Moser.

ITAJAÍ E NAVEGANTES/ SC

O Ato da greve iniciou às 13h na praça Arno Bauer, com o paio das organizações como sindicatos, partidos políticos e movimentos sociais que estiveram também na organização da greve na região. Durante o Ato houve panfletagem e diálogo com trabalhadoras, trabalhadores e estudantes que passavam pelo calçadão da Hercílio luz. Ás 17h iniciou a marcha pelo calçadão com aproximadamente 300 pessoas que falavam palavras de ordem contra a “Reforma da Previdência e contra os Cortes na Educação” . A manifestação seguiu até o Ferry Boat que liga a cidade de Itajaí a cidade de Navegantes, onde foi realizada nova panfletagem, agora com trabalhadores e estudantes que faziam a travessia, permanecendo até ás 18h.

Informações: Alessandra da Silva Movimento Mulheres do Litoral.
Fotos: Rodrigo Schaefer e Cássio Ubirajara.

DOURADOS/ MS

Na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) foi decidido em assembleia pelo Diretório Central dos e das Estudantes (DCE) declararam apoio à #GreveGeral14J,  contra decisões impostas pelo Governo Federal, como cortes nas verbas para Educação e Pesquisa, assim como a intervenção do Ministério da Educação (MEC) em relação à nomeação do novo reitor da universidade.

Informações e Fotos: Cláudia Nichning.

CURITIBA/PR

Na capital do Paraná, mais de 5 mil pessoas foram às ruas em #GreveGeral para protestar contra a proposta de Reforma da Previdência. Servidores púbicos estaduais também cobram do governador Ratinho Junior o pagamento da data-base.

Fotos: Giorgia Prate
Informações: Frente Brasil Popular

PONTA GROSSA/PR

Em Ponta Grossa, entidades sindicais da classe trabalhadora e movimento estudantil saÍram às ruas em luta contra os cortes de verba para a educação e contra a reforma da previdência.
Às 19h30 haverá mais um ato na Praça dos Polacos.

Fotos: Saori Honorato

RIBEIRÃO PRETO/SP

Em Ribeirão Preto (SP), a #GreveGeral reuniu mais de 1500 pessoas. Sindicatos, movimentos sociais do campo e da cidade, professoras/es da rede pública e privada, estudantes e trabalhadores foram às ruas protestar contra a Reforma da Previdência.

Fotos: Comunicação MST/SP

PALMAS/TO

Na capital do Tocantins, a concentração começou às 8 horas, na avenida JK, em frente ao colégio São Francisco. De acordo com a Frente Popular – Tocantins, a estimativa de público é de 2 mil pessoas.

Imagens: Frente Brasil Popular – Tocantins.

BLUMENAU/SC

Ato público em frente ao teatro Carlos Gomes com as centrais sindicais, funcionários públicos, professores e estudantes da Universidade Regional de Blumenau/FURB.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos do Ensino Superior de Blumenau (SINSEPES), a participação em atividades sindicais está garantida no parecer do Consuni 006/2012 que autoriza todos os servidores da FURB a liberação de 36 horas anuais para participação em eventos.

Imagens de Yoana Carmo.

FLORIANÓPOLIS/SC

Desde as 6 horas da manhã há mobilizações na capital catarinense. As universidades públicas, a UFSC e a UDESC, permaneceram paradas toda a manhã. Cerca de 250 estudantes e trabalhadores da universidade estiveram nos bloqueios das rótulas, impedindo a entrada de carros e entregando panfletos para as pessoas.



Várias vias, como a Avenida da Saudade, acesso ao norte da Ilha, foram fechadas no início de manhã em manifestação.



A partir das 8 horas, estudantes e trabalhadoras/es se encaminharam para a Praça da Lutas, ao lado do TICEN, lugar de concentração dos atos.

Devido à paralisação dos trabalhadores das empresas de transporte público, durante a manhã, alguns ônibus cedidos pelos sindicatos levaram estudantes da UFSC para a concentração que acontece na Praça de Lutas.

Durante a tarde, no centro, serão realizadas algumas atividades e ações. Às 13 horas os manifestantes reunidos na Praça de Lutas saíram para um ato em diálogo com os comerciários pelas ruas do Centro.

Às, 16 horas, acontecerá o grande ato unificado contra a Reforma da Previdência, com concentração na Praça de Lutas.

Informações e imagens: UFSC à Esquerda.

BELÉM/PA 

Em Belém do Pará, neste momento, mais de 12 mil trabalhadores e trabalhadoras seguem pelas ruas da cidade em #GreveGeral denunciando os cortes na Educação Pública e Contra a Reforma da Previdência.

Informações e imagens: Frente Brasil Popular

CHAPECÓ/SC

Trabalhadoras, trabalhadores e estudantes reuniram-se às 9 horas da manhã na Praça Coronel Bertaso, em Chapecó, oeste catarinense, em protesto contra a Reforma da Previdência e também contra os Cortes de Verbas da Educação.
A programação pela manhã segue até às 12 horas na praça, com caminhada às 10h30 pela Av. Getúlio Vargas, principal avenida da cidade.
À tarde, as/os trabalhadoras/es e estudantes se reunirão em dois locais: às 13 horas em um ato em frente à BRF e às 14 horas em uma aula pública na Praça Coronel Bertaso.

Informações e fotos de Ana Laura Baldo.


CARAZINHO/RS

Em Carazinho, no noroeste do Rio Grande do Sul, a programação do ato iniciou às 9 horas, na praça central da cidade. Estão reunidos professores, estudantes, metalúrgicos, bancários (alguns bancos adiaram a abertura das agências em uma hora, em forma de protesto), alguns comerciários e populares. O ato terminará com uma caminhada pela Avenida Flores da Cunha, às 11 horas.

Informações e fotos de Isabella Westphalen.

 

ACOMPANHE E COLABORE

A partir das 11h da manhã desta sexta, dia 14 de junho, acompanhe aqui a cobertura da Greve Geral.

A cobertura é colaborativa e todos podem participar. Envie suas fotos, vídeos e textos para o e-mail [email protected] ou pelo inbox da nossa página no Facebook.