Zines de Luana Marques lançam novo olhar sobre a figura feminina

Zines, luau com poesia e música cubana em noite que celebra o prazer feminino

Postado em 20/09/2016, 16:42

A ilustradora Luana Marques, o escritor Demétrio Panarotto e o pianista Mohamed Builo participam nesta quinta-feira, dia 22, de uma tripla celebração artística para maiores de 18 anos. O encontro acontece no Coletivo Praia, em Santo Antônio de Lisboa, em um passeio noturno entre o erótico e o erotismo, parede exposta com zines, luau com poesia e música erudita cubana.

Intitulada Algodão Torcido, a exposição de Luana Marques é focada na figura feminina e nos elementos que a cercam utilizando a técnica Shibari – verbo japonês que significa amarrar ou ligar usado para descrever o uso artístico da amarração em pessoas. As ilustrações apresentam uma nova leitura da figura da mulher no meio do erotismo, espaço no qual, embora sempre presentes, tenham sua essência apagada por meio de imagens atreladas apenas ao prazer masculino.

Intitulada Algodão Torcido, a exposição é focada na figura feminina

Intitulada Algodão Torcido, a exposição é focada na figura feminina

Para Luana, além de praticamente toda a indústria que envolve erotismo na arte (seja quadrinhos, ilustração, etc) ter pouca representação feminina, as mulheres retratadas nesse meio quase sempre são representadas de uma maneira equivocada. “A ideia da zine não é mostrar sexo nem nada do gênero, mas o prazer pessoal sempre esquecido, ou seja, que uma mulher tem o direito de fazer o que ela quiser para seu prazer. Mas não é apenas isso, é algo mais amplo, mais profundo. Quis mostrar isso tudo puxando esse lado delicado e feminino, com o tema de Shibari que acho que é a junção mais perfeita de fetichismo e arte”, define.

Além das obras na parede, o coletivo terá sarau de poesia conduzido pelo professor e escritor Demétrio Panarotto, uma conversa “entre o erótico e o erotismo”, acompanhada da leitura de poemas. Será lido na íntegra, um happening, o livro No Puteiro, mais recente lançamento do escritor (Butecanis – Editora Cabocla), entre outros poemas selecionados para o encontro.

A trilha sonora do encontro fica por conta do pianista Mohamed Builo, que apresenta uma seleção de músicas eruditas cubanas. Natural de Havana, estudou no Conservatório Amadeo Roldán, estudou piano clássico com Jorge Miguel Bueno e música popular cubana com Aldo López Gavillan. Já se apresentou na capital cubana, no Memorial José Martí, Centro Cultural de España, Basílica Menor de San Francisco de Asis, entre outros auditórios.

O Coletivo Praia é um espaço multidisciplinar que promove a cultura através de projetos culturais e sociais, e cria um ponto de aprimoramento de arquitetos em diferentes áreas de estudo. A Parede Exposta consiste em uma única parede, de 2m X 2m, onde ocorrem exposições de artistas convidados.  P.R.A.I.A. significa Pessoas Respirando Arte Ideias e Arquitetura, o que resume o movimento.

Serviço
O quê: Luau com Poesia e Parede Exposta
Quando: 22/09/2016 às 19h30
Onde: Coletivo Praia. Rua Padre Lourenço Rodrigues de Andrade, 423, Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis
Quanto: R$ 20 (Meia R$10)  pagamento no link: https://pag.ae/bhc5K16
Tel.: (48) 48 3233 1668 e (48) 9183 1115