Novembro inicia com agenda intensa de organizações engajadas em igualdade racial e direitos das mulheres/ReproduçãoEBC

Sindicatos promovem discussões sobre gênero e raça em novembro

Postado em 09/11/2016, 13:38

Novembro inicia com uma agenda intensa de organizações sindicais engajadas nas causas da igualdade racial e do direito da mulheres.

"Sindprevs/SC diz não ao machismo, ao racismo e à homofobia. Reprodução/Sindprevs/SC

Reprodução-Sindprevs/SC

No bojo das mobilizações pelo dia da Consciência Negra – 20 de novembro – e também pelo Dia Internacional de Não Violência contra a mulher – 25 de novembro -, o Sindicato dos/as Trabalhadores/as em Saúde e Previdência do Serviço Público Federal de Santa Catarina (Sindprevs/SC) lança a campanha “Sindprevs/SC diz não ao racismo, ao machismo e a homofobia”. A ação tem como objetivo debater as diversas formas de preconceito que ocorrem no mundo do trabalho, com enfoque no ambiente laboral da categoria formada pelos servidores da Anvisa, do INSS e Ministério da Saúde no Estado.

“É uma forma de retomar o debate com nossa categoria, diante das demandas apresentadas nos locais de trabalho. O preconceito é algo muito forte no mundo do trabalho, principalmente para aqueles/as servidores/as que atendem o público. A campanha visa refletir sobre as formas de preconceito e possibilitar que trabalhadoras e trabalhadores identifiquem situações de racismo, machismo e homofobia e as denuncie”, diz Vera Lúcia da Silva Santos, servidora aposentada do Ministério da Saúde e integrante do Núcleo de Gênero e Raça do Sindprevs/SC.

Resultado da atuação do núcleo de Gênero, Raça e Etnia, criado em novembro de 1999, o sindicato realiza, entre os dias 17, 18 e 19 de novembro, a quarta edição do Seminário de Gênero e Raça. Na programação, os debates ficarão divididos no três eixos da campanha, Homofobia, Machismo e Racismo, de forma que cada tema perpasse o outro. Além das discussões, o evento que acontece no Hotel Canto da Ilha, em Ponta das Canas, prevê uma programação cultural variada, com performances teatrais, música e dança.

O seminário visa  debater com os/as servidores/as essas questões que tocam o dia a dia do trabalho e também pela compreensão de que um mundo mais justo só pode ser construído quebrando preconceitos. “O Sindprevs aposta num mundo igualitário onde possamos ensinar e aprender com as nossas diferenças, respeitando e criando perspectivas, dando visibilidade para ao/à negro/as, às mulheres e suas especificidades e à comunidade LGBT”, destaca Fatima Regina Silva, servidora aposentada do INSS e integrante da comissão organizadora do evento.

 

Sindicatários de Florianópolis discutem gênero, raça e religiosidade

Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

No dia 24 de novembro é a vez do Sindicato dos Trabalhadores em Sindicato (Sindes) promover a palestra Raça, Gênero e Religiosidade. O evento acontece no Museu Histórico de Santa Catarina, no Palácio Cruz e Sousa, centro de Florianópolis, a partir das 13h30.

A iniciativa parte da experiência relatada nos locais de trabalho e da necessidade do enfrentamento às forma de opressão. É o que reforça Roseni Rodrigues, diretora de gênero e raça do Sindes. “Os temas de raça e gênero são pouco falados no meio sindical mas muito pertinentes em nossa sociedade. Penso que quanto mais discussões houverem, maiores são as chances de quebrar os paradigmas e os preconceitos que existem entre nós”.

Para promover o debate foram convidadxs a professora e integrante do Coletivo Pretas em Desterro, Cristiane Mare da Silva, a musicista e representante do Coletivo Kurima, Roberta Lira, a ativista social do Movimento Negro Unificado de Santa Catarina (MNU/SC), Vanda Gomes Pinedo e o sociólogo João Carlos Nogueira. O encerramento ficará por conta do samba de raiz de Maristar e Sunshine, da banda D’OYA.

As inscrições para o evento são abertas também para a comunidade e podem ser realizadas até do dia 18 de novembro, através do e-mail sindes@sindes.org.br.

Tags: , ,