Catalãs lésbicas e solteiras terão acesso gratuito a reprodução assistida

Postado em 18/07/2016, 22:47

catalunya

Dia do Orgulho Gay em Barcelona, 2014/El País

A Catalunha, comunidade autônoma da Espanha, vai estender às mulheres solteiras e lésbicas o direito a inseminação artificial. Atualmente, apenas as catalãs heterossexuais e casadas tem acesso ao benefício oferecido pelo sistema público. O anúncio foi feito pelo Ministro Toni Comín à imprensa local.

A inclusão das mulheres lésbicas é uma bandeira dos movimentos LGBTs locais desde 2013, quando o programa foi criado. À época, a então ministra da Saúde, Ana Mato, do conservador Partido Popular, negou o benefício e declarou que não considerava “a falta de um homem como um problema médico”.

Nomeado em janeiro deste ano, o atual ministro socialista Toni Comín é gay, cristão, e tem uma filha adotiva com seu companheiro.