O número de prefeitas aumentou de 22 para 24/Foto: reprodução

​Urnas trazem resultado irrisório para representatividade das mulheres​ em SC​

Postado em 03/10/2016, 11:38

Após o primeiro turno das eleições municipais que elegeu prefeitxs e vereadorxs nos municípios catarinenses, o Portal Catarinas levantou alguns números sobre o sucesso eleitoral das mulheres nas esferas de poder no estado. Do ponto de vista quantitativo, a representação feminina nas câmaras e prefeituras se diferenciará pouco da legislatura 2012/2016.

No total, foram eleitas 436 mulheres, o que inclui prefeitas, vice-prefeitas e vereadoras, em 239 cidades. O número de prefeitas aumentou irrisoriamente, passou de 22 para 24. Destaque para o fato de que, nos 20 maiores municípios dos Estado, somente São José, na Grande Florianópolis, elegeu uma mulher, Adeliana Dal Pont (PSD). Ela foi reeleita para o cargo. O número de vice-prefeitas diminuiu. Atualmente são 26 e a partir de 2017 serão 23. Ao todo, serão 389 vereadoras para a próxima legislatura.

face_eleicoes_resultadoAs cidades de Blumenau, Florianópolis e Joinville farão segundo turno. Somente em Florianópolis uma mulher concorre ao cargo de prefeita, Angela Amin (PP). Em nenhum dos três municípios uma mulher concorrerá a vice-prefeita.

Ainda sobre as 20 maiores cidade de Santa Catarina, 14 terão vereadoras. O destaque negativo fica para Blumenau, terceiro maior colégio do estado, que não elegeu nenhuma mulher.

Camboriú, no litoral norte e São José, na Grande Florianópolis elegeram quatro vereadoras. Chapecó, oeste do estado, Concórdia, no meio-oeste e Itajaí, no vale terão três vereadoras na próxima legislatura. Já Caçador, também no meio-oeste, Criciúma, na região sul e o principal colégio eleitoral do estado, Joinville, na região norte, elegeram duas mulheres para o legislativo. Balneário Camboriú, no litoral norte, Brusque, no vale do Itajaí, Jaraguá do Sul na região norte, Lages no Planalto Serrano, Palhoça, município da Grande Florianópolis e Rio do Sul, também no vale do Itajaí elegeram apenas uma mulher para a Câmara Municipal.

Na capital, depois de duas legislaturas sem uma mulher, Maria da Graça Oliveira Dutra (PMDB) foi eleita para o legislativo com 2.116 votos. A candidata eleita foi suplente nas eleições de 2012 e será a sétima vereadora titular da história da Câmara Municipal.

No próximo período, o Portal Catarinas levantará mais dados quantitativos sobre a representação política de mulheres no estado. O objetivo é traçar um panorama da participação política delas, por partido, regiões e representação diante do contingente populacional.

Tags: ,